RESENHA | A Estrela Dedicada a Você, de Agnaldo Alves

2017/Agnaldo Alves

A proximidade do fim de ano trouxe muito mais que “bons espíritos” a Maurício Sutil, protagonista de A Estrela Dedicada a Você, trouxe a promessa do amor verdadeiro. O romance escrito por Agnaldo Alves aposta na ideia de uma paixão avassaladora concebida pelo destino. Súbita, mas genuína e profunda.

Porque é normal se pensar nessas coisas quando se gosta de alguém. É dessa forma que agimos quando amamos de verdade uma pessoa. Ela é a energia vital que nos faz viver. River é assim.

Eu o vejo assim.

Como não poderia ser diferente, antes de tudo virar de ponta-cabeça, Maurício leva uma vida sem grandes acontecimentos. Emprego comum, rotina comum… Em seu universo, os únicos astros relevantes em órbita se resumem à própria mãe e a Lia, a melhor amiga.

Eis então que surge River. Ele é o par romântico de praxe: beleza capaz de despertar a arritmia cardíaca, físico escultural, olhos azuis… O retrato perfeito do “príncipe” dos sonhos juvenis.

Maurício e River apresentam distinções em vários aspectos. A mais perceptível é a de que enquanto o primeiro sofre de timidez, o segundo possui total desinibição. Isso fica evidente desde o encontro definitivo do casal. Embora jamais tenha cogitado a hipótese de se relacionar com outro homem — assim como Maurício —, River toma a dianteira. Ele não se envergonha dos próprios sentimentos, tampouco se vê intimado a escondê-los.

Já Maurício demora a entender o que sente, porém, termina se rendendo ao amor. Mesmo a (re)descoberta da própria sexualidade bagunçando seu universo particular, a “Estrela River” promete compensar toda e qualquer desordem.

— Esse laço que estou fazendo é para simbolizar que você estará comigo aonde for. Nosso amor vai estar unido para sempre pelo mesmo laço. Pela mesma intenção. E pela mesma força e intensidade com que fiz os nós.  

Apesar de possuir aspectos de comédia romântica, A Estrela Dedicada A Você traz nas entrelinhas certa carga dramática. Afinal, o enredo gira em torna da paixão entre dois iguais. Tal qual é na realidade, existem retrocessos na aceitação da homossexualidade mesmo em tempos atuais. Portanto, torna-se inevitável deixar de abordar os receios de um homem gay perante uma sociedade repleta de preconceitos. Sobretudo de alguém que tem a real orientação sexual recém-descoberta.

Pelo fato de a trama ser narrada pelo próprio protagonista, a intimidade entre personagem e leitor é maior. Uma vez que se entra na mente de Maurício e se “acostuma” ao terreno, até as menores atitudes indicam o quanto ele luta para se permitir a amar o parceiro como realmente gostaria. Beijar em público, por exemplo, soa como uma ideia louca.

A atitude gera a seguinte reflexão: poderá, um dia, todos amarem sem temer?

2017/Agnaldo Alves.

A história não apresenta subtramas, ela se alimenta principalmente de reviravoltas na vida de Maurício e River como casal. Ainda assim, de maneira sutil, o autor busca acentuar a personalidade de alguns dos demais personagens. Lia, a melhor amiga de Maurício, é o principal exemplo disso. Seu modo de ser e agir cativa qualquer um, e a tira da sombra do protagonista. Ela é do tipo de personagem que até mesmo espera-se um pano de fundo maior.

A mãe de Maurício também brilha. A Senhora Sutil assemelha-se a várias mães mundo afora: possui o instinto protetor aflorado, conhece as minucias das camadas do filho… E, acima de tudo, ama esse filho. Ela o pressiona para apresentar uma namorada, entretanto, porque acredita que Maurício precise de alguém que faça seu coração bater diferente. Para o leitor, resta a aflição a respeito do momento no qual Maurício precisará dizer que possui um namorado, na realidade. O carinho incondicional da mulher mudará de alguma forma depois da revelação? A torcida é para que não.

Outro a ganhar foco, claro, é River. O mais interessante é o sentimentalismo do rapaz de nome esquisito — mas com significado devidamente explicado. Ri quando quer rir, chora quando quer chorar. Ele simplesmente deixa os sentimentos esvaírem. A característica desconstrói seu ar de garanhão-literário-padrão, além de revelar um ser humano fantástico.

2017/Ester Elizabeth

O único incômodo no enredo fica por conta das conveniências. Embora o conceito da obra diga que tudo é fruto do destino e nada ocorra por mero acaso, algumas situações apresentadas terminam sendo um tanto forçadas. A maioria serve para gerar as reviravoltas que movimentam a trama ao longo dos muitos capítulos. O recurso deixa a história mais bonita, mais emocionante, mas a prolonga demais.

No fim, o público-alvo é mais que os leitores, é o coração de cada um. A Estrela Dedicada A Você foi feita não apenas para conscientizar, como também para emocionar. O amor, em toda a sua pureza e intensidade, é o Sol que ilumina o universo idealizado por Agnaldo Alves.

Criador e criação juntos. Imagem do acervo pessoal do autor.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DA OBRA

Título: A Estrela Dedicada A Você

Autora: Agnaldo Alves

Editora: Skull

Páginas: 343

Ano: 2017

Sinopse: Dois corações diferentes e ao mesmo tempo tão iguais. Maurício leva sua vida como muitas outras pessoas. Ironicamente, seu sobrenome diz tudo sobre sua vida. Sutil. Assim era sua vida, rotineira, simples e sutil. Entretanto, Maurício é posto diante de uma situação inusitada. Uma situação pela qual ele jamais imaginou que pudesse passar. O destino lhe trouxe a felicidade. Mas ele também poderia tirá-la?

Facebook Comments
Elielton Castro
About Elielton Castro 7 Articles

Natural de Belém do Pará, possui 21 anos, é apaixonado por histórias macabras, Edgar Allan Poe; é escritor resenhista nos tempos vagos e sofredor em tempo integral.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*