Vale a pena ver? | Moulin Rouge (2001)

Moulin Rouge é um filme americano dirigido por Baz Luhrmann em 2001, com Nicole Kidman e Ewan McGregor no elenco como protagonistas. Mesmo com as dificuldades nas gravações, como a fratura que Nicole Kidman sofreu na perna, Moulin Rouge foi o primeiro musical em mais de 20 anos a ser vencedor de dois Oscars pelo figurino e pela direção de arte.

O filme possui uma essência de inocência, e traz os musicais de volta aos cinemas. Busca recordar os ideais boêmios de liberdade, contando a história de amor entre um jovem escritor e uma dançarina de um famoso cabaré parisiense, o Moulin Rouge que, ainda hoje, é um dos mais luxuosos cabarés da cidade da luz e ícone da boemia.

O Moulin Rouge (Ou Moinho Vermelho, em português), na França. 

A história se passa no final do século XIX e se inicia com uma narração melancólica de Christian, um jovem escritor que, sentado na escrivaninha de seu cômodo frente à uma máquina de escrever, sincroniza as palavras datilografadas com Nature Boy, cantada ao fundo por David Bowie: “The greatest thing you’ll ever learn is just to love and be loved in return” ou, em tradução livre, “A melhor coisa que você irá aprender é apenas amar e amado ser”. Em seguida se inicia a história como se fosse um longo flashback do poeta.

Christian fora a Montmartre, em Paris, desafiando o pai, que considerava o local amoral. Lá o poeta conhece Toulouse-Lautrec (pintor pós-impressionista francês) e seus amigos, que unem esforços para obter atenção do Moulin Rouge, o cabaré mais próximo. Lá, após uma tentativa de auxiliar a trupe insana, Christian se vê completamente apaixonado por Satine, a mais bela cortesã do bordel. Por viés do destino e de uma confusão sem limites, Satine aceita protagonizar uma peça teatral no Moulin Rouge, levando-a a se apaixonar por Christian. No entanto, Satine também rouba a atenção do Duque de Monroth que, em troca da realização de seus desejos carnais, oferece financiar o teatro.

A trupe de Toulouse e Sadine.

Daí por diante, o casal busca ocultar sua paixão do Duque através de situações divertidas e, ocasionalmente, tensas, mas sempre através de muitas canções. O filme conta com uma trilha sonora potente, variando do clássico ao contemporâneo, tal como Like a Virgin, Lady Marmalade, Song of Music, Children of the Revolution, Come What May, Nature Boy, etc.

Moulin Rouge se tornou um clássico do cinema contemporâneo pois, muito além de trazer de volta os musicais às telonas, possui infindas interpretações e, portanto, gera no expectador um constante estado de reflexão. Vimo-nos sujeitos aos ideais subjetivos de amor à vida versus a dependência capital e o desejo de luxo, seja na vida ou na arte. Para tanto, é um filme que merece ser assistido e reassistido, ouvido e cantado, sentido e decifrado.


FICHA

Título: Moulin Rouge

Gênero: Comédia musical, romance

Duração: 2h10min

Ano: 2001

Sinopse: O idealista e inocente poeta Christian se vê seduzido pelo fantástico e obscuro submundo de uma boate parisiense, a Moulin Rouge. Neste glamoroso refúgio do sexo, drogas e farra, ele acaba se apaixonando por Satin, a estrela da casa.

Facebook Comments
Fernanda Scheffler
About Fernanda Scheffler 15 Articles
Diretora administrativa da revista e do site Entrelinhas, carioca, 20 anos, técnica administrativa, estudante de psicologia, professora e escritora apaixonada.